Impress Decor em Milão – Highlights do 4ª dia – Salão do Móvel

Hoje é o último dia da nossa cobertura da Design Week em Milão! A equipe Impress Decor Brasil visitou diversos endereços na capital do design mundial e conseguiu resumir os principais movimentos e tendências apresentados pelas marcas, designers e artistas que expuseram seus trabalhos e produtos.

O que fica mais nítido na maioria dos expositores do Salão do Móvel é a busca pelo conforto. Essa sensação fica em evidência pelo uso de materiais como o couro, as fibras naturais e os tecidos macios. “Cada vez mais aconchegantes, esses materiais trazem acolhimento. Não são apenas as formas que abraçam, mas os acabamentos com tramas que convidam ao toque remetem diretamente ao aconchego”, comenta Alexandre Chiquiloff, gerente de design e produto da Impress Decor.

Essas tramas não se apresentam de forma tímida: tapetes com gramatura alta, tecidos estilo buclê, trançados com espessura mais larga, veludos e couros em tons que remetem ao propósito de tornar a casa um refúgio.

O que se viu também foi uma evolução no design e na produção de móveis para área externa, ao ponto de entregarem tanto em conforto e sofisticação que passaram a ser vistos como uma possibilidade de uso em espaços internos. “Fibras, ratan, peças com estilo de área externa agora faz parte do mobiliário interno. Essa linguagem foi vista em diversos estandes e traz a sensação de que não se tem regras quando o desejo é deixar a casa com a nossa identidade”, complementa Alexandre.

A mistura de materiais, de linguagens e de usos é um ponto a ser destacado, segundo Alexandre. “Nesse universo onde ‘tudo é permitido’, resgatar a nossa personalidade em não termos que seguir regras na composição dos espaços, mesclando estilos, materiais e conceitos, há uma grande valorização da individualidade de cada usuário. Isso refletiu, além dos produtos lançados, na decoração dos estandes das marcas do Salão”, conta o gerente de design e produto. É uma concepção já apresentada em edições passadas da Design Week, uma retomada de conceitos de cenografia que nos remete ao aconchego da casa, à valorização da arte italiana, empregando com o uso de bustos romanos, quadros, trazendo uma nostalgia e uma dose de orgulho nacional que a Itália sempre teve de sua cultura. “Um toque de clássico, com o uso de molduras douradas, junto ao estilo contemporâneo também foi percebido”, comenta Alexandre.

Esse objetivo de priorizar o conforto e do aconchego pelo uso de materiais acolhedores perpassa pelo fazer manual como um resgate da nossa sensibilidade para o que é feito à mão. Objetos feitos em cerâmica em tons claros, quase sem acabamento com cores, o ripado trabalhado de forma artesanal por um ebanista, por exemplo, remete a uma poética de humanizar o produto criado. “Dessa simplicidade, dessa singeleza do olhar, atraído pelo feito à mão, pelos materiais naturais, surge uma ‘velha’ nova maneira de enxergar o produto como uma extensão do que queremos para a nossa casa e para o mundo que queremos ter no futuro”, finaliza Alexandre.

Esperamos que tenha gostado da nossa jornada pela Semana do Design! Até o ano que vem!

ARTIGOS RELACIONADOS

Impress Decor traz conceito IMAGINE à ForMóbile 2024

A Impress Decor, especialista no desenvolvimento e produção de superfícies decorativas...

Riken Yamamoto, o arquiteto das conexões humanas, vence o Pritzker 2024

A prestigiada honraria da arquitetura mundial, o Prêmio Pritzker,...

Salão do Móvel 2024: novos pensamentos para o futuro do morar

Milão, a cidade que se posiciona como o epicentro...